Seguir o fluxo

Setembro foi um mês difícil. Assim, muito difícil mesmo. Tive de lidar com emoções que desconhecia, ou que há muito não tinha contato. Tive não, ainda estou lidando, aprendendo, superando. Esquecer jamais, porque é parte de mim, mas aos pouquinhos, a cada dia, descobrir como moldar o sofrimento em boas lembranças. Não sou mais a Kari do dia primeiro de setembro, e nem deveria ser.

Venho me aprofundando nessa aceitação da impermanência. Porque talvez eu pudesse me empenhar - um esforço confortante, mas ineficaz - em manter a "vida antiga". Ou eu poderia simplesmente aceitar que tudo está mudado para sempre. Eu, minha família. E a única certeza que podemos ter, para sempre, é que continuaremos em constante transição. Que pena, mas que bom; afinal, a dor também é impermanente.

Foto inspirada pelo projeto Whats your Grief
Lembrei desse espaço, porque, apesar de dizerem por aí que a arte de blogar está morta, ainda é um lugar em que posso exercitar a pequena veia criativa que carrego. Sempre foi por mim, sabe? Seja por registrar memórias, pelo exercício mental de conciliar imagens e texto, por expressar esse amadorismo (!) que tenho com as palavras. Por extravasar também, mas de um jeito só meu; contido e libertador. Senti falta dos posts levinhos de listas e resenhas, mas senti falta também de posts em que tiro um pouco dessa máscara de proteção e transpareço o que me inquieta.

Aproveitei para limpar minha lista no feedly e, confesso, me entristeceu um tantinho ter de passar tantos blog para a pasta de Desatualizados. Não que eu tenha direito de ficar chateada, até o momento também sou parte do problema. Ao mesmo tempo, me encheu de alegria ver que projetinhos ainda vivem e que existem tantos blogueiros determinados a manter essa tradição. Já mencionei aqui como blogs-diarinho foram parte do meu primeiro contato com a internet, e acredito mesmo que essa fase da minha vida ainda não está concluída.

Espero que me aceitem de volta :).

4 comentários

  1. Também ando lidando com certas coisas difíceis e aprendendo, mas a gente sai mais forte e sábio de tudo, de qualquer forma.
    Fico feliz que tenha retomado as atividades no seu blog, o acho muito lindo e você escreve bem, Kari.
    O mundo dos blogs não vai desaparecer tão cedo, quem te lê estará sempre por aqui. Bem vinda de volta.
    ;)

    ResponderExcluir
  2. nem sei como descrever o tanto que amo posts de retorno ♥ ainda mais agora que tantos blogs acabaram na pastinha de desatualizados. a gente sente saudade né? eu sinto. mesmo que não consiga postar tanto quanto gostaria, não me vejo sem esse espaço e fico muito feliz quando vejo que outras pessoas, que tanto gosto de acompanhar, continuam sentindo isso com seus blogs também ♥

    então sim, sempre bem-vinda! ♥

    ResponderExcluir
  3. Bem vinda de volta! Eu acredito que os blogs diarinhos nunca acabarão haha

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.