Em branco

Tem gente que, ao atravessar diferentes fases na vida, prefere relatar cada segundo. Poetizar, expressar, jogar para o universo todo o medo e a ansiedade. Gente assim, que enxerga até nas dores uma experiência digna de diário. Memórias guardadas para resgatar na velhice, de como eram deliciosas e assustadoras as decisões da juventude.
E tem gente como eu. Um tanto mais fechada em si mesma, um quê de dark and twisted, se você também é fã de Grey's Anatomy. De tal forma que leva tempo e muita (!!) auto terapia até o pessimismo dar lugar à inspiração.
Tem gente que toma decisões importantes enquanto vive. Eu só volto a viver quando concluo esse ciclo.


Não quer dizer que tudo na vida entrou nos eixos, ou que (deus me dibre!) decidi aparecer aqui só por obrigação. Quer dizer que, no fundo, eu nunca sumi totalmente. Sigo lendo meu feed de blogs favoritos, arquitetando posts no meio da madrugada, selecionando fotos que combinem com as palavras. Era só a motivação para a ação final, o empurrão para me livrar da inércia da vida adulta, que me escapava.

Eu e o blog seguimos assim; uma história antiga, repleta de lacunas.

4 comentários

  1. Olá Kari!
    Eu também me sinto muito mal quando acho que estou fazendo um post por obrigação (mesmo que esse ano eu tenha prometido publicar todo mês). Eu amo poder compartilhar - e nisso somos diferentes. Não tenho vergonha, acho libertador poder escrever sem medo aquilo que me aflige. Li o seu post "Inconstância Bloguística" e concordo que ter um blog pode ser invasivo. Aquela pessoa que mal cumprimentamos, sabe mais do que imaginamos (ou nem isso) sobre nós. Mesmo assim, não perco a total vontade de acabar com o meu blog. Aprendi tanto e sei que posso mais :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Kari,

    Como eu senti saudade do seu blog! Eu espero que você esteja bem, de coração!

    Também passo por ciclos em que desapareço da vida blogueira e me recolho. Depois eu volto compartilhando aquilo que acho que deve ser compartilhado. Mas nunca por obrigação, temos isso em comum.

    Bem vinda de volta!

    Um beijo,
    Line

    ResponderExcluir
  3. Oi Kari!

    Ciclos são uma constante em nossas vidas, a entrada e saída deles costuma ser conturbada, mas sempre nos tornam alguém melhor. Às vezes para podermos enxergar o todo temos que nos fechar em nós mesmos e, por isso, é bom esse lado introspectivo. Que bom que você teve essa força de vontade para postar algo por aqui novamente, sinal que algo que está dentro de você quer sair de alguma forma.
    Tenha belos dias pela frente :)

    ResponderExcluir
  4. a vida já é cheia de obrigações, fazer isso com o nosso blog seria demais né? por mais que inconscientemente eu me pegue remoendo culpa por sumir por tempo demais eu tento sempre lembrar que posto por gostar e só por isso mesmo :) e, por mais que eu adore ter mil posts pra ler dos meus blogs favoritos (oi, nãoficção), eu entendo que todo mundo tem seus momentos também e sinto que a própria escrita, o próprio peso das palavras muda quando a pessoa tá ali porque quer, porque precisou, porque foi sincero etc etc etc ♥ de resto a gente torce pra lacunas não serem muito longas que a gente fica com saudades :)

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.