Então é Natal...

Eu poderia odiar o Natal. Sabe, ser uma dessas pessoas que praguejam contra o apelo capitalista da data, a quantidade desnecessária de uvas passas ou o copo vermelho da Starbucks. Eu poderia simplesmente ser uma pessoa mais Ano Novo. Show da virada. Praia grande. Roupa branca e rasteirinha.

Para ajudar, não sou cristã, minha família se odeia demais para conviver em harmonia por uma noite, guardo péssimas lembranças de amigos secretos (incluindo a bola de vôlei furada que ganhei na 4a. série), acho nozes sem graça e tenho pânico de shopping lotado. Mais que motivos suficientes para incorporar o Grinch, certo?

Só que eu não odeio a data. Pelo contrário, sou quase a Izzie Stevens louca do Natal. Não sei bem se é a ideia de compartilhar lembranças - onde estávamos no Natal de 2016? -, a magia das luzes/músicas/cidade decorada, ou mesmo o espírito natalino, que faz com que as pessoas falsamente ou não transpareçam mais bondade nessa época. No fim, compro a ideia e acabo acreditando piamente que todo 25 de Dezembro vai ser incrível.

ms. otimismo, prazer
O espírito do Natal tomou conta aqui em casa já no mês passado, quando acompanhamos a transformação da Disney num grande parque papai noel-ístico. Tendo casado com um ser humano que consegue se empolgar com a data ainda mais do que eu, já foram algumas várias fotos de pinheiros decorados, somados a carols cantados à exaustão. Fizemos até uma lista de filmes para maratonar até o dia 25 e, até agora, já cumprimos ElfChristmas with the KranksHome Alone 2National Lampoon's Christmas Vacations, Miracle in the 24th StreetThe Santa Clause e The Family Man (favorito ♥ ).

acordamos e essa belezinha estava montada no lobby do disney's grand californian hotel
Como estaremos na Flórida com os sogros (so much for my white xmas, fuén), a decoração aqui de casa foi tímida, mas com dignidade. Mesmo quando eu passava meus Natais sozinha (mãe na escala de plantão: uma realidade natalina), sempre tratei de manter o clima da data. Seja um pisca pisca na janela, uma rabanada feita na calada da noite, um Nightmare Before Christmas no SBT antes de dormir. Eu gosto de tradições. Elas importam exatamente porque fazem com que a gente se sinta parte de algo maior. Como se toda a humanidade estivesse também, naquele momento, celebrando a esperança, a generosidade e a união (ms. otimismo, não disse?).



cookies natalinos (abóbora com gotas de chocolate) - receita aqui
No mais, estou com um certo bloqueio criativo e vocês podem me flagrar apelando para alguma tag/blogagem coletiva/projeto fotográfico nos próximos dias. Se eu não aparecer até lá, já fica aqui meu desejo de Feliz Natal para todos :*

12 comentários

  1. Amei as fotos! Se você quiser algumas ideias de post Kari, acessa esse link, vai te ajudar muito! http://www.gemadeovo.com.br/ideias-de-posts-para-2017/

    E um feliz natal para você e toda sua família minha querida <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já salvei nos favoritos aqui. Tenho o pressentimento de que essa lista vai salvar o blog bastante nesse 2017 rs.
      Beijos, Carol!

      Excluir
  2. Oi Kari,
    Eu adorei a postagem porque também sou meio Izzie Stevens, só que em casa ninguém mais se anima pra data, além do fato de as famílias não serem muito unidas também. Só que eu acho todo esse romantismo do natal importante pra gente tirar o ano, até mais do que as promessas de ano novo!

    Eu passei pelo Grand Floridian quando tomei café no 1900 Park Fare, mas foi bem rapidinho. Esse hotel é lindo demais, socorro! Adorei a árvore deles :)

    Eu adorei as fotos da postagens e desculpa a pergunta, você tira com câmera ou celular?

    Um beijo!
    Aline.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa a demora em responder, Aline. Eu tiro com celular mesmo (o s7, fiz resenha aqui: http://www.naoficcao.com/2016/06/troquei-de-celular-samsung-s7.html). Todo ano digo a mim mesma que alguma hora vou comprar uma câmera decente, mas sempre deixo pra depois :/. Vamos ver se me animo com algum modelo esse ano, rs.
      Beijos!

      Excluir
  3. Quanto ao Natal, eu também gosto das tradições mas ainda prefiro o Natal no Brasil. É bem mais animado. Acho que é a questão da diferença cultural. Por ser inverno nessa parte do ano as pessoas tendem a ficar mais reclusas, já no Brasil se ver gente em todo canto, andando nas ruas, comemorando as festas nas praias. Que o seu Xmas na Flórida seja maravilhoso!
    xx!
    http://vivendolaforanoseua.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério, Gisley? Eu acho o Natal daqui tão mais fascinante! Não tem um lugar que eu vá no mês de Dezembro que não esteja tocando alguma canção natalina, com alguma árvore enfeitada. Já o ano novo... Dai eu concordo que tem que ser no Brasil! Aqui não ouvi um barulhinho de fogos sequer, nada nada :(. Sem sete ondinhas, sem lentilha, sem roupa branca. Bateu muita saudade.
      Um beijão e que seu 2017 seja maravilhoso <3.

      Excluir
  4. Menina, que blog mais lindo o seu! :D
    Eu tbm vivo em uma família que não gosta de natal, mas sou louca por ele! :D
    Filmes, música, decoração! O dia que sair da casa dos meus pais, vou transformar a minha casa na casa do Papai Noel! uahsuahsuhas

    Adorei o post e as fotos!

    Beijos,

    Algumas Observações

    PS: Obrigada pela visita e pelo comentário no meu blog. Volte mais vezes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe, quando eu morava com minha avó também era uma vida convencer a deixar eu decorar a casa. Ela não gostava de jeito nenhum, acho que, por algum motivo, associava ao marido falecido. Mas eu fiz a mesma promessa que você; o dia que eu tivesse minha casa, ia parecer que Papai Noel está passando férias lá rsrs.
      Obrigada você pelo desafio #aophotoaweek. Estou amando participar :*

      Excluir
  5. Eu tenho muitas histórias boas e ruins por causa do Natal, também não sou cristã e no fim, sou apaixonada pelo Natal. Deve ser as luzes com ondas magnéticas -de bondade kk - que entram no nosso sistema nervoso OI AHISUHAUISHUAHSUI Meu marido perdeu o avô no Natal e meio que parou de comemorar.
    Quem chegou na terra do Papai Noel e começou a trazer a tradição de volta? EUEUEUEUEU!
    Boas festas!
    A Bela, não a Fera blog | A Bela, não a Fera Youtube | Converse comigo no Twitter!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que triste o caso do seu marido :(. Muito triste quando se perde aluém nessa data, porque acabamos associando até sem querer.
      Que bom que chegou você para trazer o espírito natalino de volta <3.
      Beijos!

      Excluir
  6. Eu (re)aprendi a gostar do natal. Por muitos anos minha família parou de comemorar, depois que minha bisavó faleceu nessa data, mas a cada ano a alegria tem voltado. Começamos a investir em decoração, uma mesa arrumada, comidinhas, amigo secreto entre os parentes e, agora em 2016, tivemos o prazer de passar novamente as festas com um bebê!! :D

    ResponderExcluir
  7. Eu amo Natal, apesar de nunca ter tido uma familia de fato para sentir o espirito natalino familiar, mas no entanto, agora tenho, meu marido e os pais dele e amoooo essa data que antes sempre me foi triste. E amo o lado capitalista tambem, eu sou capitalista. Amo o dar e receber presentes. :)

    ResponderExcluir